2780

Como os Meses do Calendário Ganharam Seus Nomes?

O calendário gregoriano tem sido o básico da medição do tempo no mundo ocidental há um longo tempo, muito antes do seu xará, o Papa Gregório XIII. Isso traz a pergunta, de onde nós tiramos os nomes dos nossos meses?

Para chegar na história por trás dos nomes, nós devemos voltar no tempo antes do Papa Gregório ter promulgado a reforma no calendário juliano.

Nossa história começa com o grande e talvez mítico rei Rômulo, mas aquele Rômulo, o fundador de Roma. A tradição romana alega que Rômulo criou um calendário de dez meses que abrangiam 304 dias mais 51 dias de inverno. A maioria dos nomes dos meses nesse calendário sobreviveu ao tempo e ainda é usado em nosso calendário dos dias modernos.

Mudanças feitas nesse calendário vieram posteriormente com a mudança de Quintil para Julho em honra ao ditador romano Júlio César; e Sextil para agosto em honra a Augusto, o primeiro imperador romano.

How Did the Calendar Months Get Their Names?

Janeiro

O primeiro mês do calendário juliano e do gregoriano supostamente foi adicionado ao calendário romano pelo sucessor de Rômulo, o Rei Numa, por volta de 713 a.C., mas ele não foi reconhecido como o primeiro mês do ano até 450 a.C. O nome janeiro vem da deidade romana de duas faces Janus, o deus dos inícios e das entradas.

Fevereiro

O segundo mês do ano, e também o mês mais curto no calendário, foi adicionado pelo Rei Numa. O nome foi derivado de Februatus, também conhecido como Lupercália, um festival romano para purificação e para espantar os maus espíritos.

Março

O terceiro mês do ano e antigamente o primeiro mês do antigo calendário romano foi batizado em homenagem a Marte, o deus romano da guerra. Marte era, de acordo com o folclore romano, o pai de Rômulo e Remo.

Abril

O quarto mês do ano tinha apenas 29 dias no começo e ganhou o dia extra na reforma do calendário introduzida por Júlio César. O nome do mês está ligado à deusa romana da beleza, do amor e do desejo, Vênus, através de seu nome grego Aphros.

Maio

Batizado em homenagem a Maia, a deusa da terra e da fertilidade. Alguns estudiosos alegam que o mês foi batizado segundo a palavra maiores, anciões em latim.

Junho

O mês foi batizado em homenagem à deusa Juno, esposa do deus romano Júpiter, e deusa do casamento. Outros alegam que o nome foi derivado de iuniores, jovens em latim, em contraste com o mês de maio. Enquanto alguns estudiosos argumentam que o nome vem de Lúcio Júnio Bruto, o primeiro cônsul romano e líder da rebelião contra a monarquia em 509 a.C.

Julho

Originalmente Quintil, que significa o quinto mês do ano, e posteriormente, após a adição de janeiro e fevereiro, alterado para o sétimo mês. Após o assassinato de Júlio César em 44 a.C., o senado romano batizou o mês em sua homenagem, já que este foi o mês de seu nascimento.

Agosto

O antigo nome de agosto era Sextil, sexto em latim, já que ele era o sexto mês do ano. O nome mudou depois que o senado romano emitiu um decreto batizando o mês em homenagem a Augusto César, porque suas grandes vitórias vieram em agosto.

Setembro

A palavra é derivada do latim septem, que significa sétimo. O mês originalmente era o sétimo mês do ano romano antes das adições de janeiro e fevereiro pelo Rei Numa.

Outubro

Em latim, octo significa oito, e outubro era o oitavo mês do ano antes das reformas do Rei Numa.

Novembro

Antes da adição de janeiro e fevereiro, novembro era o nono mês do ano, que concorda com seu significado em latim, nove.

Dezembro

Latim para décimo. O mês reteve com sucesso seu nome, embora ele agora seja o décimo segundo mês nos calendários juliano e gregoriano.